ACIVA e Amesc se reúnem com Reitora da Unesc para debater o Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da região

Luciane Bisognin Ceretta cumpriu roteiro na região na última terça-feira (26)

A Associação Empresarial de Araranguá e Extremo Sul Catarinense (ACIVA), participou de reunião com a Reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, que visitou a região na última terça-feira (26).

O presidente da ACIVA, Alberto Sasso de Sá, o vice-presidente da ACIVA, Edio Kunhaski, e o presidente da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc), prefeito de São João do Sul, Moacir Teixeira, receberam a Reitora na sede da Amesc, que comunicou a possibilidade de buscar recursos públicos para a concretização do Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da região.

“Recebi a notícia da reitora com muita alegria. Poderemos ter aqui na Amesc um Plano completo, onde todos os administradores terão uma ferramenta para oferecer aos investidores, sabendo detalhadamente quais são as potencialidades e onde investir em nossos municípios”, declarou Teixeira.

O Plano de Desenvolvimento Socioeconômico foi anunciado pela Unesc no Fórum Amesc do Amanhã, realizado em 2019. Segundo Alberto, a ACIVA é parceira dessa iniciativa.

“Estamos muito felizes com a possibilidade desse plano ser desenvolvido pela Unesc. Uma das principais bandeiras que a ACIVA vem defendendo é a união de esforços entre Poder Público, Privado e as instituições de ensino para planejar e executar ações para desenvolver as potencialidades socioeconômicas do Vale do Araranguá nos próximos anos”, comentou Alberto.

“Temos o Projeto Araranguá 2040 em andamento, e nosso objetivo é poder contribuir e participar desse debate, para que a região conte com a expertise e o apoio da Unesc, para desenvolver suas potencialidades econômicas nas próximas décadas”, completou Edio.

A Reitora disse que o Plano ja? esta? pro?ximo de se tornar realidade. “Na reunião tambe?m discutimos inu?meros projetos que a Unesc pode contribuir com o desenvolvimento da regia?o, sobretudo no segmento do turismo e agronego?cio. Vem novidade boa para o Extremo Sul”, afirmou Luciane.

Texto: Felipe Balthazar / Assessoria de Comunicação

Fotos: Cida Timboni / Divulgação